quinta-feira, novembro 03, 2005

Poema - Castelo Templo

Tempo ancestral, tempo de nostalgia
Cavaleiro monge me via
Cruzar a floresta
Com Cristo e Mestria.

Para lá, o Reino de Neptuno
Protegia um Castelo Templo
Iluminado com a centelha do uno
A filigrama que ainda hoje contemplo

Só Pegassus me poderia ajudar
A transpor esse elemento
Para alcançar a Dama Dolcinea
O Graal e o firmamento.

Jorge Moreira 2005/2006

5 comentários:

Pedro Melo disse...

Parabéns! Gostei, muito bom mesmo! Continua!

Cleopatra disse...

O que será o Santo Graal??

Um segredo guardado?...
Um segredo mesmo debaixo do nosso nariz e que o nosso egoísmo e materialismo não nos deixa ver?!...

A Dulcineia....não tem muito que ver com o Graal

Mas o firmamento.... tem...

Jorge Moreira disse...

Olá Cleopatra,
Dolcinea ou Dulcineia, pode ser a Alma Espiritual que habita cada um de nós...
Beijinhos,

Anónimo disse...

What a great site Side effects taking clomid centrix voice over ip Bextra abogado Hardcore red head fucking broadband voice over ip phone provider service migration to nortel voip data networks

Anónimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it » » »